Siga o twitter do autor do então blog Imortal Sonho - twitter.com/rodrigojonathan

Postagens de 140 caracteres sobre o Grêmio e os mais diversos assuntos

sábado, 6 de março de 2010

GAUCHÃO 2010: GRÊMIO 1 x 0 Porto Alegre

"Vou indo, não dá mais. Não aguento mais!"

A frase acima não é minha. É de um senhor Gremista que ao começar a descer os degraus da arquibancada, olhou para mim e pronunciou essas palavras. Eram 35 minutos do 2° tempo.

Fotos: Valdir Friolin/ClicRBS
O jogo foi assim, cansativo.
De dar sono como bem definiu o GloboEsporte.com.

Antes do jogo, a grande surpresa da noite virou decepção para a grande maioria da torcida presente e ausente também. Em pouco tempo, o lançamento das camisas novas estava em todos os sites, blogs e as discussões acerca dela se espalhavam aos quatro cantos.

Se esperava muito mais da Puma e da direção, principalmente o Marketing comandado por César Pacheco.

A
nova Tricolor ganhou mais azul, num tom que agradou, perdeu mais listras, algo que desagradou, e gerou controversas opiniões dos torcedores. Há quem diga "fora Puma", outros que digam "ao menos está melhor que a anterior" e há os defensores, que acham que ela "não é a mais bonita, mas é bonita". Na minha opinião não está de todo mal, também não está de todo bem. Mas passa.

A
nova Branca é toda branca com riscos horizontais imperceptíveis em azul ao longo da camisa. Não é a sétima maravilha do mundo, mas tem lá sua graça e originalidade - e segue a linha mundial da Puma. E só. Da mesma forma que a Tricolor, ganhou adeptos e desafetos.

O ruim é que nenhuma me encantou, e por tal constatação, comprá-las são outros quinhentos. Só não faço terra arrasada, pois provavelmente irá vender bem.

E o jogo, bem, foi ruim. Para quem há menos de duas semanas viu um jogo-treino entre as mesmas equipes, com um placar final de 6x0 para nós, esperava mais, bem mais do que o 'mirradinho' 1x0 desta noite. Mas definitivamente, 'jogo é jogo, jogo-treino é jogo-treino'.

Valeu pelo gol de William. Tão criticado com razão pela torcida nos últimos dois jogos, fez gol de centroavante e quase fez outro a seguir com as únicas jogadas de linha de fundo feitas por Jonas. Além de Victor e Mário Fernandes, colocaria os dois atacantes como destaques da partida.

Victor fez mais algumas defesas como de costume.

Mário Fernandes foi sublime na zaga, soberano na marcação e titular até segunda ordem. Viu, Silas?

De resto, nada a acrescentar de bom. Só de mau. Coisas que se repetem a cada jogo, mesmo que a vitória venha como vem vindo.

Faltam jogadas e sobram passes errados. Não há aproximação entre meio-campo e ataque, há muito passe horizontal entre a defesa para sair jogando. Assim sendo, não há velocidade para atacar e a zaga fica obrigada a despachar a bola, tentando a sempre equivocada ligação direta.

Edílson foi ineficaz, muitas vezes demonstrou medo e falta de ousadia para apoiar - errou muito passes.

Rodrigo ainda não me passa segurança para marcar - ao ir à caça -, evoluiu em tranquilizar a zaga colocando a bola no chão.

Ferdinando, Willian Magrão, Maylson e Hugo. Nosso meio-campo formado hoje foi dos piores. Nenhum absolvido, todos culpados. Maylson fez sua pior atuação no ano.

Hugo continuou o mesmo e ainda no final do jogo debochou a torcida que o vaiava com toda razão. O 'sem grife' perdeu quem o 'grifava': a torcida. Haverá de lutar muito para continuar titular e reconquistar quem o apoiara até então.

Há problemas e existem razões para a torcida criticar o técnico Silas. Jogar contra o Porto Alegre, ganhar de apenas 1x0 e com um futebol constrangedor assusta pelo fato de que logo mais nossos obstáculos serão maiores e mais difíceis do que um pífio Gauchão com equipes para lá de 'medianas'. O técnico tem que ter o apoio da torcida, não deve ser vaiado ou chamado de 'burro' como hoje, mas para isso ele tem que ajudar e fazer desta equipe uma verdadeira equipe. Porque o que há é um amontoado de 11 jogadores que está dando certo agora. Mas dará certo até quando?

> Público bom e surpreendente > Foram 13 mil torcedores ao Olímpico, um público que não esperava. Me surpreendi ao chegar no estádio e ver grande o movimento ao seu redor. Bonito foi ver as mulheres e as crianças que tomaram conta das arquibancadas. Por isso valeu a noite. Parabéns às mulheres pelo seu dia! Antecipado é claro.

Novamente no Olímpico, onde somos invencíveis há 47 jogos batendo recorde regional de invencibilidade jogando em nosso estádio, enfrentaremos o Inter-SM no próximo domingo. Uma semana para trabalhar a equipe e demonstrar alguma evolução diante da torcida.

Vamos Grêmio!


Ficha do Jogo – 2ª Rodada – Taça Fábio Koff – Gauchão 2010

Grêmio - 1 : Victor, Edílson, Mário Fernandes, Rodrigo, Bruno Collaço, Ferdinando, Willian Magrão (Adílson), Maylson (Bérgson), Hugo, Jonas e William (Mithyuê). Técnico: Silas.

Porto Alegre - 0 : Fábio, Jackson, André Ribeiro, Alex Moraes, Mineiro (Hugo), Caio, Everton, Dê, Thiago Correia (Muriel), Givaldo e Adão (Hyantony). Técnico: Luís Antônio Zaluar.

Estádio Olímpico (Porto Alegre – RS)

Público Pagante: 9.239 – Público Total: 13.530 torcedores – Renda: R$ 130.452,50

Gols: William, aos 9 minutos do 1° tempo (Grêmio).

Cartões Amarelos: Willian Magrão, Maylson e Rodrigo (Grêmio), Dê e Jackson (Porto Alegre).

Árbitro: Ronaldo Santos da Silva (RS).
Auxiliares: José Javel Silveira (RS) e Renata Schaefer (RS).

Um comentário:

Gustavo disse...

Vamos meu tricolor!
Concordo este jogo o Grêmio decepcionou muito, moro em Erechim e fui ver o jogo em um bar, desculpe falar assim, mas perdi meu tempo...
Deu vontade de comprar apartamento do lado do olímpico pra ir todo dia nos treinos pedir mais raça nesse time! Nem parece o nosso Grêmio de sempre... e Fica o recado:
Silas! queremos Raça!